Lucy Skywalker: Restauração parte II

Agora resolvi reforma-la mais uma vez (espero que a última). Quando comecei a tirar a tinta me deparei com um problema comum e muito chato de resolver.

O canote estava preso ao quadro e não saia nem com reza brava. O que ocorre é a chamada solda por corrosão galvânica quando dois materiais diferentes (no caso o alumínio do canote e o Cromolly do quadro) sofrem corrosão havendo uma troca de particulas por condução elétrica soldando um ao outro. Por isso sempre odiei física e química. Madafacas….

Dependendo do tempo de contato dos materiais, mais profunda é essa solda, ficando mais dificil de separá-los.

Minha primeira tentativa de remoção do canote logicamente foi com a mão e obviamente nem se moveu. Então coloquei o quadro no torno, retirei o selim e com um grifo pensei que resolveria o problema. Também não se moveu, nem um milímetro. Daí pra frente foi uma lata de WD e nada. Por fim, sem mais nenhuma paciência e como nada adiantava, fiz um furo no canote e coloquei uma barra de ferro para dar mais sustentação no torno na hora de girar o quadro. Pior idéia que poderia ter tido. Resultado: Canote quebrado bem na base junto ao quadro.

Resolvi pedir ajuda ao Sheldon Brown e descobri que poeria ter tentado esquentar o canote com um massarico e em seguida tentar removê-lo. Não sei se isso resolveria e nunca vou saber pois do jeito que ficou, esse método ja não era mais uma opção.

Vi que me restava uma única alternativa que é derreter o canote com soda cáustica. A soda age no alumínio fazendo com que ele derreta sem danificar o quadro que é de Cromolly.

Dica: sempre que se deparar com um problema dificil, pesquise várias maneiras de resolver e começe sempre pelo método que se não der certo, te deixe outras opções. Tenha paciência mesmo que leve mais tempo não faça nada sem pensar na consequência.

A essa altura o que me restou foi readquirir a paciência perdida no processo e ter perceverança pois não tinha certeza se isso funcionaria.

Duas semanas e dois potes de soda depois…

…mais ou menos 20 cm. de alumínio derretido dentro do quadro e só restou isso aí na minha mão.

Agora é só tirar o resto de tinta do quadro e garfo e mandar para pintar…

um pouco de pintoff aqui e alí e voilá,

agora é só esperar pra ver o resultado…

Esse post foi publicado em Bikes, Viagens e marcado , . Guardar link permanente.

10 respostas para Lucy Skywalker: Restauração parte II

  1. Claudio disse:

    https://lockring.wordpress.com/2011/03/25/trip-para-o-velodromo-do-rio/

    Delete a foto do Velódromo do Rio no linka acima.

    A foto é minha e não dei autorização de uso neste site.

    Claudio Lara
    fotógrafo.

  2. André Silva disse:

    Olá também estou com esse problema e depois de tentar de todas as formas retirar o canote de dentro do quadro cheguei até aqui e vou tentar o metodo da soda caustica, tomara que de certo.

  3. André Silva disse:

    Como fazer para que a soda não escorra canote abaixo e fique mais tempo em contato com o canote?? pela foto vi que vc colocou um balde em baixo seria para reaproveitar a solução?

    • Mr. W disse:

      não tem o que fazer, se o seu quadro tiver um furo no final do seat tube, tente tampar com alguma coisa pra nnao vazar. Não tem problema se a soda entrar em contato com o quadro, a nnao ser que ele seja de alumínio tb, se for de aço ou cromoly, não tem problema.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s